Reduzir fonte Letra tamanho normal Aumentar fonte
Portuguese English French Italian Spanish

Comunicado - Redução do horário da CGD

cgd

O Programa do XXI Governo Constitucional assumiu, entre os seus objetivos prioritários, a afirmação do «interior» como um aspeto central do desenvolvimento económico e da coesão territorial.

Todavia, ao arrepio deste objetivo prioritário, somos agora surpreendidos com a redução do atendimento da CGD, um banco público, cujo horário de atendimento será fixado, ao que tomámos conhecimento, entre as 8:30 as 12:30, encerrando da parte da tarde, nos balcões de Vila Nova da Barquinha, Constância, Sardoal, Alcanena e Ferreira do Zêzere.

Verificamos, com enorme inquietação, que prosseguem a fuga de serviços públicos aos concelhos do interior negligenciando serviços de qualidade e de proximidade aos cidadãos aqui residentes.

A CGD é o único banco que existe no concelho depois da saída do BPI e do Novo Banco.

Apesar do esforço do Município no desenvolvimento de fomento económico e na revitalização do tecido económico existente é com profunda estranheza e revolta, que a Câmara Municipal toma conhecimento desta decisão do Conselho de Administração da CGD.

A Câmara Municipal, reconhecendo a necessidade de fazer sentir à instituição, as consequências de uma decisão inadequada, que fere princípios de responsabilidade social e está dissonância com o Programa do Governo, irá iniciar diligências no sentido de vir a alterar este novo horário convictos que estamos perante um serviço público de enorme relevância social.

Município atribui Medalha de Honra aos Paraquedistas

medalha honra paras

O Município de Vila Nova da Barquinha atribuiu a Medalha de Honra Municipal ao Regimento de Paraquedistas, sediado no concelho há 60 anos. O título honorífico foi entregue hoje, dia 23 de maio, no decorrer das comemorações do 60.º aniversário daquela unidade militar, em Tancos.
Proposta pela Câmara Municipal, a atribuição da condecoração às tropas paraquedistas foi aprovada unanimidade pelo executivo, sendo posteriormente aprovada por unanimidade pela Assembleia Municipal, na sessão de 30 de setembro de 2015.
Entregaram a distinção ao Chefe do Estado Maior do Exército - General Frederico José Rovisco Duarte - o Presidente da Câmara Municipal, Fernando Freire, e o Presidente da Assembleia Municipal, Rui Picciochi, perante milhares de pessoas.
A medalha de honra do município destina-se a homenagear entidades colectivas ou singulares, pelos serviços excepcionais prestados à comunidade. A concessão deste título honorífico é atribuída pela Assembleia Municipal, aprovada por um mínimo de dois terços dos seus membros em efectividade de funções, por iniciativa própria ou por proposta da Câmara Municipal.
Em 1955, através do Decreto n.º 40394, eram criados os paraquedistas em Portugal.
Também, através desse diploma era autorizado o uso de uma boina como artigo de fardamento.
As Tropas Para-quedistas, desde aquela data, estiveram presentes no concelho de Vila Nova da Barquinha e fazem parte da memória e da história do nosso concelho.
Contam, no ano de 2016, sessenta anos de serviço à Pátria e ao nosso território.  
Primeiro com a designação de Regimento de Caçadores Paraquedistas, posteriormente como Base Escola das Tropas Paraquedistas, Escola de Tropas Aerotransportadas e, ultimamente, como Regimento de Paraquedistas.
Sempre com sede em Tancos e dependentes do então ramo Força Aérea formaram milhares de cidadãos que combaterem na guerra do ultramar desde 1960 até 1975.
Os "páras" granjearam a fama de militares de elite, não só pelas operações de combate e aparições públicas mas também e muito especialmente porque para ser boina verde é necessário palmilhar um longo e duro caminho de instrução e combate.
Em 1 de Janeiro de 1994 transitam para o ramo Exército.
Têm participado em inúmeras missões internacionais de paz e cooperação dando enorme prestígio a Portugal e às organizações internacionais de que fazemos parte.
Esta condecoração constitui o lustre e justo reconhecimento público do Município para aqueles que, nas tropas paraquedistas, ao longo destes 60 anos contribuíram, e contribuem, com o seu mérito, o seu percurso pessoal e profissional para a dignificação das tropas paraquedistas, das Forças Armadas e do Estado Português.
A esse trajeto coletivo, assente nos laços hodiernos de familiaridade e de amizade, somamos o campo institucional, sempre na defesa da causa pública, princípios e valores que ambos partilhamos.
É por isso de inteira justiça homenagear o Regimento de Paraquedistas, unidade herdeira das tropas paraquedistas, com a medalha de honra municipal pelos serviços excecionais prestados à comunidade do nosso concelho e a Portugal.

Subcategorias

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies